Novidades no Studio Personal Center.

treino

O Studio Personal Center está com novidades na sua grade de professores e horários. No último domingo o Professor Douglas Leão fez sua transferência para Florianópolis. Desejamos todo sucesso para ele por lá. Quem assume o comando das atividades no Studio é o Professor Lucas Casagranda, Especialista em Treinamento Funcional. Já as atividades na rua aos sábados ficam sob responsabilidade do Professor Émerson Regert, Especialista em Treinamento Físico ao ar livre e Corrida de Rua. As alterações de horários são simples. O grupo de corrida deixa de ser às terças e quintas à noite e passam para sábado, às 10 horas da manhã, junto com a turma de treino funcional. A Dra. Fisioterapeuta Gabriela Leão segue normalmente com suas aulas e tratamentos estéticos. Em suma, o Studio Personal Center continua bombando!

Exercícios que usem o peso do corpo são ideais para quem está voltando a treinar.

Para todo e qualquer exercício praticado existe uma maneira ideal e aquela que você consegue. Podemos sempre melhorar com a prática, basta ter regularidade. O que faz você se distanciar da maneira ideal é, provavelmente, o seu histórico de atividades físicas e os seus hábitos diários.

apoio-funcional

Se o seu passado de atividade não é longo, digo desde a infância, é certo que você terá mais dificuldades para se adaptar a uma rotina de exercícios. Por isso é tão importante que as crianças sejam envolvidas em atividades esportivas e elas devem durar ao longo da vida. Naturalmente, jovens tendem a interromper a prática por conta dos estudos, o que pode gerar diversos problemas posturais que você só vai perceber mais tarde, na fase adulta.

Se você, por algum motivo, interrompeu sua história de atividades físicas pode a qualquer momento recomeçar desde que aprenda novamente. Esse é um princípio simples como, aprender a andar primeiro para depois correr.

Comece com exercícios da vida cotidiana, também conhecidos como exercícios funcionais. São aqueles que você fazia com a maior naturalidade quando criança, usando apenas o peso do seu próprio corpo. Esses exercícios têm o objetivo de melhorar a qualidade do movimento.

Isso significa usar seu corpo de maneira eficiente, sem sobrecarregar uma articulação em detrimento de outra e usar o centro do corpo (core) como seu ponto de equilíbrio. Por exemplo: agachar, levantar, saltar, subir, descer, lançar um objeto, agarrar, empurrar, puxar, deitar e levantar etc. Antes de adicionar sobrecarga ao seu corpo você deve primeiro se mover com qualidade.

Fonte: Deborah Povoleri – Educadora física pós-graduada na área de fitness e saúde.

Como o estilo de vida dos pais pode influenciar a saúde dos filhos?

A correria do dia a dia, muitas vezes impede que os pais acompanhem a alimentação das crianças de perto. E isso tem feito com que a saúde deles fique prejudicada. É preciso entender que educar, também é oferecer o melhor no quesito saúde e bem-estar.

maeefilho

A ciência comprova que a obesidade começa no início da infância e tem como principal causa os fatores externos, como sedentarismo, comportamento familiar, fatores educacionais, hábitos alimentares e estilo de vida. A probabilidade de uma criança obesa se tornar um adulto obeso é três vezes maior do que uma criança com níveis normais de gordura corporal.

Os cientistas William McArdle e Frank Katch comprovaram que os filhos de pais acima do peso correm um risco, duas a três vezes maior, de terem obesidade quando adultos, em comparação às crianças de famílias nas quais nenhum dos progenitores é morbidamente obeso.

Porém, é importante ressaltar que a obesidade não ocorre apenas por razões genéticas, mas principalmente por causa dos hábitos inadequados da família em termos de alimentação saudável e exercício físico.

Crianças cibernéticas

Estudos recentes demonstram que pela primeira vez na história da humanidade as futuras gerações terão uma menor expectativa de vida e isso se dá devido ao sedentarismo.

Quem aí já brincou na rua? Queimada, bete, bicicleta, skate, pula corda, enfim, são muitas brincadeiras que hoje não fazem mais parte do dia a dia das crianças. Atualmente os pequenos estão sendo levados ao não movimento, ou seja, são incentivadas a ficarem sentadas com um tablet nas mãos.

“A criança precisa se movimentar, liberar a energia acumulada. Se o seu filho já acorda com sono, irritado e tem comportamento muitas vezes agressivo e está acima do peso, deve estar faltando na rotina diária exercícios recreativos.”

A criança tem necessidade de correr, brincar, faz parte do desenvolvimento dela. Agora, se ele passa o dia na escola e quando chega em casa senta para jogar videogame ou fica na frente do computador e, para piorar, não tem uma alimentação saudável, talvez esteja na hora de rever esses hábitos.

Fonte: por Sabrina Mundim – Blog Na Medida

O importante é não ficar parado.

IMG_6062

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o sedentarismo é responsável pela morte de 5,3 milhões de pessoas no mundo anualmente. No Brasil, segundo pesquisa feita pelo Ministério do Esporte em 2015, 41,2% dos homens e 50,4% mulheres são sedentários. Nesse cenário a prática regular de atividade física surge como uma importante aliada da busca por uma vida mais saudável, promovendo bem-estar, fortalecendo o organismo e prevenindo diversas doenças. As formas de exercitar o corpo são muitas: ao ar livre, em academias, sozinho, em grupo ou com o suporte de profissionais. O importante é não ficar parado.

Fonte/Autor: Rojas Comunicação

Entenda por que aquecer antes do exercício físico é ainda mais importante no frio.

aquecimento

O frio já chegou em algumas partes do Brasil e, nesse clima, o aquecimento antes do exercício físico é muito importante. Aprenda como aquecer o corpo e a se proteger dos problemas que o inverno pode trazer.

Entenda que alongamento não é aquecimento.
O primeiro passo para fazer um bom aquecimento é entender com mais detalhes o que essa palavra significa. Confundir aquecimento com alongamento é um engano frequente. O aquecimento é uma atividade que aumente a frequência cardiorrespiratória e que leve mais sangue para os músculos, ou seja, que faça o coração bater mais rápido, a respiração ficar mais ofegante e que prepare os músculos para uma atividade mais intensa. Alongamentos não tem essa função e, embora possam ser incluídos, não representam um aquecimento propriamente dito.

Como fazer?
A ideia é ir preparando o corpo gradativamente antes da atividade física para que não haja um estímulo intenso muito brusco ao corpo ainda “frio”. Então, qualquer movimento de intensidade moderada, que cumpra a tarefa de acelerar o coração, pulmão e levar sangue para os músculos, será válido. Alguns exemplos são:
-> Caminhada rápida
-> Trote leve
-> Educativos de corrida
-> Exercícios funcionais leves
-> Pequenos saltos, com variação de altura e velocidade

Por quanto tempo?
A resposta para essa pergunta pode variar devido às características pessoais de cada um e a intensidade dos exercícios. O objetivo é fazer o aquecimento até sentir que a respiração e a frequência cardíaca estão mais altas do que no repouso e que as pernas estão mais quentes. Uma sugestão é um aquecimento de pelo menos 10 minutos.
O aquecimento é importante em qualquer época do ano, tanto para corredores novatos como para experientes. No inverno, dedique-se ainda mais a essa etapa e bons treinos.

Fonte: Portal Eu Atleta

Mexa-se! Faz bem.

mexa_se

No momento em que há cada vez mais pessoas aderindo à moda do fitness, do running e do hict, são muitos os estudos científicos que avaliam os prós e os contras da atividade física e de determinadas modalidades.

Embora a prática de exercício físico peça sempre uma avaliação médica prévia, a verdade é que são muitos os aspectos positivos relacionados com a atividade. Para quem procura motivação, vibrações positivas e bom humor, por exemplo, nada como calçar o tênis e sair pela rua, como realça um estudo feito pelos investigadores Emily E. Bernstein e Richard J. McNally e que coloca as atividades cardiovasculares e aeróbicas no centro das atenções quando o estado de espírito é tema.

No caso das mulheres, a corrida pode ser ainda uma forma de aliviar as dores menstruais, mas a nível geral é um verdadeiro antídoto anti doenças. Obesidade, diabetes, pré-diabetes, doenças cardiovasculares e ansiedade são apenas algumas das condições que podem ser prevenidas com o exercício físico, como destaca o site Bustle. E quanto mais cedo se começar a exercitar, melhor.

O exercício físico – em particular a corrida – é também um método eficaz de reduzir e evitar o estresse de manter o cérebro jovem e perspicaz.

Fonte: Notícias ao Minuto.

Qual a melhor forma de respirar durante a corrida?

Afinal de contas, é melhor respirar pela boca ou pelo nariz? Existe uma maneira correta? Pode melhorar o desempenho?

respiracao

Segundo especialistas, a função respiratória é regulada por um mecanismo muito preciso e de maneira involuntária. Isso significa que, durante o exercício físico, não precisamos pensar para respirar. Portanto, respirar corretamente na corrida é respirar da forma mais natural possível e não se preocupar em interferir na respiração. Exceto, claro, em algumas modalidades específicas, como a natação, que pode exigir alguma necessidade de adequação da respiração com um aprendizado específico.

Durante uma atividade física, a necessidade de captar oxigênio e eliminar gás carbônico aumenta na razão direta da intensidade do exercício. Quando a atividade é muito mais intensa, o nariz não consegue absorver a quantidade de ar necessária. Por isso, de maneira involuntária, passamos a inspirar também pela boca.

Essa regulação é automática. O mecanismo regulador ajusta a função respiratória e promove um aumento do fluxo de entrada e saída de ar pelas vias aéreas. Trata-se de um ajuste necessário para proporcionar uma adaptação à intensidade do exercício.

diafragma_respiracao

A respiração na corrida deve ser feita da maneira mais natural possível. (Foto: Eu Atleta)

A dificuldade em manter a respiração na corrida é comum para os iniciantes, mas vale lembrar que o ritmo respiratório é consequência do nível da atividade. Ou seja, é importante reduzir o ritmo caso esteja com dificuldade para respirar. Assim, você pode achar mais facilidade para terminar os treinos sem que a respiração seja um problema.

Fonte: Eu Atleta

Pelo menos oito benefícios da corrida.

corrida-de-rua

Sozinha ou em grupo? Na rua ou na esteira? A corrida ainda é um dos esportes que mais conquista adeptos em todo o mundo. A prática da modalidade na rua e a realização de centenas de provas durante cada ano, são fatores que fazem a cabeça dos amantes de atividade física. Além disso, não são poucos os benefícios trazidos por um dos esportes considerados mais democráticos do mundo. Abaixo estão listados oito deles:

  • Reduz a gordura corporal
  • Melhora a ansiedade e tensão
  • Melhora da qualidade do sono
  • Melhora capacidade cardiovascular e pulmonar
  • Melhora os níveis de colesterol
  • Melhora a força de membros inferiores
  • Auxilia na redução da osteoporose
  • Diminuição da pressão sanguínea

Então, vamos dar uma corrida hoje!?

Fonte: Estadão | Blog Vigilante da Causa Magra

Intervalo de Férias

_DSC0089

Teremos uma pausa de duas semanas para férias. Nossas aulas ao ar livre voltam na terça-feira, dia 16 de fevereiro. Isso não significa que devemos ficar parados. Sempre é possível praticar algum exercício. Fica a proposta para dar uma caminhada aqui, uma corrida ali, fazer algum esporte ou até mesmo arriscar uns apoios ou barras por aí. E, claro, nada de exageros na alimentação ou no álcool. Veja bem, sem “exageros”. Um pouquinho no carnaval não tem problema. Depois podemos suar a folia no retorno das aulas.

Corridas e caminhadas de rua são tradicionais no verão.

caminhando

A tradicional corrida de rua é uma boa alternativa de esporte para o verão. A atividade pode ser realizada nas ruas, nos parques ou até mesmo na praia. Por ser ao ar livre costuma atrair as pessoas que não gostam de treinar em ambientes fechados. É comum, também, que duplas ou grupos de amigos se exercitem juntos.

Alguns praticantes optaram pela modalidade para quebrar a monotonia dos aparelhos da academia. Além disso, não é preciso ter o domínio de uma técnica para aderir ao exercício físico. Porém, assim como deve ser feito antes de praticar qualquer atividade física, é importante buscar orientação profissional, principalmente aqueles com algum problema de saúde.