A saúde precisa de atenção especial no verão.

O verão, que começa nesta terça-feira (22), requer cuidados com a saúde. Isso porque o calor proporciona maior perda de líquidos e condições ideais para o aparecimento de sintomas e doenças que podem estragar o bem-estar físico.

hidratar

Para quem prefere aproveitar o verão com atividades físicas, é necessário se precaver para evitar tonturas, dores musculares e mal-estar durante e após os treinos. E antes de tudo, deve haver uma orientação médica para tais atividades, consumo de água para hidratação do corpo e um aquecimento de curta duração. Use roupas leves, soltas, e calçados adequados.

O cardiologista especializado em Medicina Esportiva da Fundação do ABC e diretor do Ambulatório Médico de Mauá, Marcelo Ferreira, explica que muitas pessoas exageram e praticam esporte de forma errada. Por isso, é aconselhável o acompanhamento de um educador físico.

“Às vezes, a vontade de entrar em forma é tanta, que ignoramos sintomas como tonturas, dores fortes e mal-estar. Este tipo de superação é pura enganação e o corpo reconhece. E ainda ressalto: não faça exercícios em jejum, pois aumenta o risco de haver uma hipoglicemia, o que não ajuda a emagrecer”, finalizou.

Fonte: Repórter Diário

Três dicas para se manter saudável e correndo para sempre.

correrprasempre

Se o seu objetivo é se manter correndo para sempre, prestar atenção na sua saúde é o mais importante. Esse cuidado pode levar a anos de corrida sem grandes percalços pelo caminho (lesões, doenças, overtraining). Preste atenção em três pontos bem interessantes quando relacionamos atividade física com a saúde.

Não há dúvidas
A prática regular de atividade física melhora a saúde e fortalece o sistema imunológico. Com a quantidade certa de exercício, você tende a ficar menos doente e a diminuir o ritmo de declínio da função imune, natural com o passar dos anos. Mas a “quantidade certa” pode ser bem menor do que a que você, de fato, faz.

Pesquisas sérias mostram
Exercícios “injetam energia” no sistema imunológico para o combate de infecções bacterianas e virais e desaceleram a liberação dos hormônios relacionados ao estresse. A dose certa de exercícios com regularidade tem um efeito cumulativo, que fortalece o sistema imunológico ao longo prazo.

Eventuais danos 
Oriundos de treinos mais fortes ou de competições, eles podem ser compensados com treino sensato, dieta e recuperação. Podemos recuar quando sinais de alertas estão presentes, e a recuperação pode se tornar relativamente rápida. Se você adoece com frequência, uma boa estratégia é reduzir a quilometragem e a intensidade dos treinos.

Sabendo disso, busque o equilíbrio – correr de forma sadia está relacionado a encontrar esse equilíbrio. O treino e o estilo de vida devem ser sustentáveis no longo prazo para se ter sucesso. Isso significa treinar e fazer progressos, sem ter problemas regulares por excesso de treino.

Fonte: Eu Atleta – G1