O inverno ajuda a queimar mais calorias durante o treino.

De acordo com a endocrinologista Juliana Granja, esta é a melhor época do ano para tentar perder os quilos a mais. Durante o inverno o corpo naturalmente queima mais calorias para produzir mais energia com o objetivo de elevar a temperatura do nosso organismo.

Embora para muitas pessoas isso seja apenas um mito, a especialista garante que a prática do exercício físico colabora ainda mais para acelerar o metabolismo e manter-se aquecido. “Malhar durante o inverno potencializa essa queima calórica, aumentando em até 30% da queima”.

Dessa maneira, pessoas que pretendem eliminar peso podem beneficiar-se com as mudanças fisiológicas do corpo geradas pelo frio, entretanto, tais resultados dependerão obviamente da quantidade e da intensidade do exercício, e principalmente da alimentação, ressalta a endocrinologista. “Quem começar a malhar agora, pode chegar ao próximo verão com mais saúde, disposição e mais em forma que no verão passado”, brinca.

Fonte: JP News

Novidade no Studio Personal Center

eduardo_feijo2

Em julho se inicia uma nova parceria. Todas às terças e quintas-feiras, com horários das 18h às 21h, vamos contar com as aulas do Personal Trainer EDUARDO FEIJÓ.

Entre em contato para saber mais sobre os métodos, aulas, horários, valores e tudo mais que você quiser perguntar.

Corrida de Aniversário

post

CORRIDA COMEMORATIVA DO 3º ANIVERSÁRIO DO STUDIO PERSONAL CENTER

  • Data: Sábado, 04/07
  • Local: Orla do Gasômetro (marca de 0km)
  • Largada 8km: 08h (corredores avançados)
  • Largada 4km: 09h (corredores iniciantes e caminhada)

— INSCRIÇÕES ATÉ DIA 26/06 —
Ou até acabarem as vagas (20 pessoas por categoria).

INCLUSOS NA INSCRIÇÃO:
Acompanhamento profissional durante o evento
Medalha de participação para todos atletas
Café da manhã.

* Teremos, também, premiação especial, brindes e sorteios.

INVESTIMENTO:
Valor para alunos: R$15,00
Valor para convidados: R$25,00

Exercício físico moderado protege contra doenças cardiovasculares.

idosos

Não precisa ser atleta, maratonista para ter os benefícios da atividade física. Um estudo comprovou que um pouco de exercício físico moderado – 51 minutos por semana – já ajuda na saúde e protege o coração contra doenças cardiovasculares. Ou seja, basta caminhar moderadamente 25 minutos, duas vezes por semana.

Hoje, não existe na medicina nenhum remédio que proteja contra doença cardiovascular e câncer. Mas a atividade física moderada ajuda e muito! De acordo com os cardiologistas, o benefício é maior quando a pessoa sai do sedentarismo e começa a fazer uma atividade. É maior do que sair do moderado para o intenso.

O sedentário tem maior chance de ganhar peso e com o tempo troca a massa magra por massa gordurosa. Além disso, aumenta o risco de diabetes e colesterol – fatores que agridem o coração. Já o ativo consegue manter o peso, a massa magra e aumenta o colesterol bom – aquele que faz a faxina nas nossas artérias e evita um entupimento de vaso.

Fonte: Portal G1 – Bem Estar

Emagrecer ou ganhar massa? Treino e alimentação devem ser adaptados.

Estudos apontam que a prática de exercício regular é fundamental para manutenção da saúde e de um peso saudável. As recomendações são de 150 minutos semanais para preservar o peso e 300 para a redução. Mas a alimentação também deve ser ajustada.

emagrecer ganhar massa

Afinal, o que devemos fazer quando começamos a treinar? Adaptar a alimentação ao tipo e duração de treino se o objetivo é emagrecer. Quando iniciamos exercício físico estamos aumentando nossas necessidades energéticas para a prática desta atividade.

Portanto, precisamos rever os objetivos que queremos alcançar (redução de peso/gordura corporal, ganho de massa muscular), qual a quantidade e qualidade dos alimentos ingeridos para atender ao objetivo do treinamento. Muitos praticantes aumentam a ingestão energética de forma desordenada podendo levar a ganho de peso.

  • No início sentiremos mais fome, fazendo de cinco a seis refeições diárias. Os lanches intermediários são fundamentais para proteger a parte gástrica e sentir menos fome nas grandes refeições, facilitando o controle.
  • Dê preferência a alimentos integrais e nas grandes refeições inicie pelas saladas, promovem mais saciedade e conseguimos comer menor quantidade de alimentos
  • Metade do seu prato deve ser de saladas/legumes + proteína 1/4 do prato + cereais (arroz, quinoa, cuscuz, milho) ou hortaliça C (batata/aipim/inhame) 1/4 do prato
  • Manter uma alimentação saudável ingerindo diariamente 5 porções de frutas/ verduras / legumes
  • Evitar a ingestão de alimentos gordurosos, gratinados, empanados e fritos, preparações que utilizem manteiga/creme de leite/queijos
  • Utilize carnes magras (mais peixe e frango) assadas/ grelhadas/ cozidas
  • Reduza a ingestão de sal e não utilize saleiro à mesa, use temperos naturais para preparar os alimentos

Treinar em jejum

Não devemos treinar em jejum, pois estamos pelo menos oito horas sem nos alimentar, com poucos nutrientes disponíveis. Para não reduzir o rendimento durante a prática esportiva é fundamental a ingestão de carboidratos, fonte básica de energia.

Se você acorda e vai imediatamente treinar, pode ingerir pequenas porções de carboidratos como frutas, barra de cereais, suco de frutas e associar duas castanhas do Pará ou três nozes (fontes de gorduras boas monoinsaturadas e polinsaturadas, ajudam a prevenir a hipoglicemia).

Se você tem um intervalo de uma a duas horas de quando acorda até o treino faça uma refeição maior, com carboidratos, proteínas e pouca gordura, cuidado também com a ingestão de fibras para não haver desconforto gastrointestinal, exemplos: leite (de vaca, soja, amêndoas, arroz) + sanduíche de queijo magro com geleia de fruta ou Iogurte com cereal (granola, aveia) e frutas.

Não se alimentar após o treino para limitar a ingestão calórica e acelerar a perda de peso é um grande erro para esportistas. Após o treino é o momento para a recuperação muscular, maior fluxo sanguíneo está direcionado aos músculos transportando mais nutrientes. Portanto, é o melhor momento para reposição dos nutrientes.

Os nutrientes importantes para recuperação muscular são carboidratos e proteínas. Pode ser utilizado shake de whey protein com dextrose ou fruta; sanduíche de queijo magro com peito peru ou sanduíche de atum; iogurte com maior teor de proteína com fruta e cereal ou uma barra de proteína.

Usar suplementos sem orientação

O uso de suplemento alimentar só é indicado quando a alimentação não consegue cobrir as necessidades energéticas ou de nutrientes para determinada prática esportiva. Antes de pensar no suplemento é preciso adequar à alimentação. O suplemento, como o nome diz, é “o algo a mais” necessário para contribuir para a performance esportiva. Quando não conseguimos através da alimentação atender as necessidades de nutrientes podemos lançar mão dos suplementos alimentares.

O uso indiscriminado, sem adequação com o programa alimentar e o treinamento, pode trazer ganho de peso e riscos à saúde. Em nutrição e performance esportiva a máxima “quanto mais suplementos melhor” não é verdadeira! Existem suplementos específicos para um indivíduo dependendo da modalidade esportiva, fase do treinamento, tipo de treino, intensidade e duração.

Fonte: Portal Eu Atleta.